Videos

[GEFPA] Grupo de Estudos e Formação Política Anarquista – 20 de Novmebro

No dia 20 de Novembro, retomamos o órgão de Formação e Estudos da Teoria e História do Anarquismo. Essa é a instância pública da Rusga Libertária para poder, conjuntamente, dialogar e aproximar da companheirada que possua interesse e acordo com as linhas de ação e organização da nossa corrente ideológica,.

“Em todas as áreas da nossa organização, precisamos realizar propaganda revolucionária consistente, explicando que o Capitalismo é responsável pelo desemprego, pelo aumento dos preços, as escolas e habitações podres e o restante da decadência que vemos ao nosso redor. Devemos expor o fato de que, embora os Nazistas, Klan e outros direitistas fazem dos Negros, Gays, Latinos e outras pessoas oprimidas o bode expiatório para a crise econômica, o seu verdadeiro objetivo é destruir o movimento operário por inteiro, cometer genocídio, iniciar uma guerra aventureira e, por sua vez, transformar os trabalhadores em escravos definitivos do Estado. Portanto, essas forças fascistas são uma ameaça para todos os trabalhadores de todas as nacionalidades. É necessário esclarecer que eles só querem usar os trabalhadores brancos como peões em seu esquema para criar uma ditadura fascista, e todos os trabalhadores devem se unir e revidar e derrubar o Estado, se quiserem ser livres.”

Lorenzo kom’boa Ervin – Anarquismo e Revolução Negra

[PROPAGANDA] 20 de NOVEMBRO: Grupo de Estudos e Formação Política Anarquista

Depois de alguns anos parados, retomamos as atividades da ferramenta de formação e estudos das teorias políticas do anarquismo – voltadas para a perspectiva de luta, organização e envolvimento nas lutas sociais. Além de ter como perspectiva resgate histórico, teórico e de luta da nossa corrente ideológica, o GEFPA tem como intenção realizar formação conjunta entre nossa militância e demais pessoas interessadas em colaborar nos debates/formações e, durante os processos, poder se aproximar das nossas atividades e lutas no cotidiano.

Link para Download e Leitura do Texto Disparador:  Lorezendo K. Ervin – Anarquismo e Revolução Negra (Capítulo 01)
Para tirar dúvidas e obter mais informações sobre o evento: https://www.facebook.com/events/754027104797889/

Para acompanhar os encontros do GEFPA e outras Atividades da Rusga Libertária:
Acesse: rusgalibertaria.noblogs.org
Curta e nos Siga pelo Facebook: @RusgaLibertariaRL
Envie E-mail e participe de nossa Lista de Propaganda e Informativos: rusgalibertaria@riseup.net

 

Vídeo do evento que realizamos no dia 15/07 abordando a luta e a resistência das mulheres curdas.

“[…] dos pilares sobre o qual devemos falar é a libertação da mulher; a auto-organização das mulheres dentro do movimento é um elemento fundamental, e a luta contra o patriarcado é parte fundamental do programa dos revolucionários curdos, […] ‘sem a libertação da mulher não pode haver um Curdistão livre'”.
(A Revolução Ignorada – liberação da mulher, democracia direta e pluralismo radical no oriente médio. pg.59)

 

Biji YPJ!
JIN, JÎYAN, AZADÎ!

[81 anos da Revolução e Guerra Civil Espanhola] Entrevista com Buenaventura Durruti (24/07/1936)

“As forças facciosas foram às ruas no domingo, 19 de julho, às 5 horas da manhã, e na segunda-feira à tarde, às 17 horas. Garcia Oliver anunciava na Rádio Barcelona que o povo tinha vencido o fascismo no transcurso de uma luta desigual. Nunca se tinha visto desaparecer o poder do Estado com tanta rapidez. Em menos de 72 horas, o Estado não mais existia, senão de nome. O pouco de forças representativas que lhe restavam logo se fundiram no povo. A C.N.T. e a F.A.I. eram senhoras absolutas da situação, tanto em Barcelona quanto na província. ” Durruti: da revolta à revolução.

Retomamos aqui uma importante entrevista realizada com Buenaventura Durruti 4 dias após as explosões da luta popular operária e camponesa da Espanha. Luta que ganhou proporções internacionalistas e com grande participação das Brigadas Antifascistas.

Trazer na memória esse importante marco histórico de luta avançada e de organização dos meios de produção é fator essencial para analisar os erros e acertos deixados como ferramentas para as lutas futuras. Um outro mundo é possível…

VIVA A EXPERIÊNCIA REVOLUCIONÁRIA ESPANHOLA!

19 DE JULHO DE 1936 /// 19 DE JULHO DE 2017

Facebook: @RusgaLibertariaRL

Canal no Youtube: Rusga Libertária